YOUTUBE: TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE MONITORAMENTO E ANALYTICS

Além de monitoramento de posts e comentários do Youtube saiba como comparar o seu canal com o do concorrente.

Os consumidores da sua marca costumam comentar os vídeos do seu canal no YouTube? Ou existe algum canal específico que você deseja monitorar para obter dados sobre o público que assistiu àquele vídeo?

Saiba como monitorar os canais das marcas através do Buzzmonitor de duas formas (além de comparar a performance do seu canal e de seus concorrentes com o YouTube Analytics):

  1. Coleta através do termos da marca: Essa coleta retorna apenas Vídeos, Canais e Playlists que casam com os termos da marca;
  2. Coleta de Canais: Essa coleta retorna tudo que foi postado através do canal. Vídeos, comentários e replies enviados, tanto para o canal quando para os vídeos desse canal, são coletados.

Quando uma nova marca é cadastrada no Buzzmonitor (junto com o canal, ou não), ela é inserida automaticamente no banco do Youtube Monitoring.

 

COMO FAZER

Em Brands, cadastre os termos que deseja monitorar e o link do canal da sua marca no YouTube.

Recording-#102.gif

 

Crie um novo report com o nome “YouTube”. Aqui você tem duas opções para criar um relatório: em Edit Report, na barra Services, deixe apenas a opção YouTube selecionada ou aplique o filtro diretamente no report – basta clicar no ícone da rede social que deseja monitorar na barra de ícones que fica em cima do gráfico.

Recording-#100.gif

 

Pronto, agora ficou fácil criar reports com os dados dos usuários que interagem com o seu canal no YouTube.

Você pode, também, criar diversos tipos de relatórios que mostrem, por exemplo, o horário em que os usuários da rede mais comentam em seus vídeos. Basta ir no menu Edit Report, na abaVariables, e selecionar a opção Hour em Group By.

Recording-#101.gif

 

YouTube Analytcs

Através do módulo YouTube Analytics você poderá acessar relatórios comparativos entre os canais no YouTube da sua marca e dos seus concorrentes; como engajamento, crescimento do número de assinantes, visualizações, entre outros.

Como você já cadastrou o link de seu canal em Brands, vá ao módulo Social Analytics para encontrar a pasta Youtube Analytics.

 

Pronto, agora você será um mestre do Youtube.

Faça o download gratuito de nosso ebook “10 métricas para medir o sucesso do seu canal no YouTube”.

O Adlytics é a ferramenta que “está do lado do anunciante”, diz o Jairson

Publicado em Briefing

Uma ferramenta que “está do lado do anunciante” e completamente focada no investimento do cliente e na produtividade do investidor. Assim é o Adlytics, uma solução totalmente desenvolvida pelo E.Life Group que tem como objetivo medir o retorno de anúncios no Facebook, indicando quais as melhores e piores performances. Jairson Vitorino, cofundador e CTO do grupo, explica o funcionamento da tecnologia e a aposta em instrumentos de marketing.

Briefing | Como funciona o Adlytics?

Jairson Vitorino | O Adlytics é o primeiro produto da família do Buzzmonitor que adotou o conceito de interface zero. Isto significa que basta o cliente realizar o social login e a plataforma começa a receber relatórios diários sobre a performance dos seus anúncios no Facebook e no Instagram. Em ambas as plataformas podem definir-se diferentes objetivos para as suas campanhas: engagement, conversão, clicks, etc. O sistema gera um e-mail automático e personalizado com o custo por objetivo da campanha. Assim, um utilizador que tenha uma campanha com o objetivo de conversão recebe o melhor e o pior anúncio de acordo com o custo de conversão. Caso o objetivo seja o número de cliques, o utilizador recebe um e-mail em que o critério do relatório é a relação entre o clique e o custo.

Briefing | A que métricas recorre o Adlytics para entender qual o melhor e o pior anúncio?

JV | A métrica usada varia de acordo com o objetivo da campanha – o sistema é completamente personalizável em função daquilo que o cliente procura. O custo é a variável comum, uma vez que o produto visa otimizar o ROI dos Ads no Facebook e no Instagram. O facto de podermos adaptar o sistema ao objetivo – engagement, conversão ou custo – permite ter uma visão bastante mais clara daquilo que é a realidade dos anúncios e, comparando o melhor e o pior anúncio, podemos melhorar a forma como estamos a utilizar os nossos recursos.

Briefing | Qual a importância deste tipo de ferramentas para os profissionais do marketing e publicidade?

JV | Hoje, as plataformas de compra de anúncios estão desenhadas para que o anunciante compre, de forma natural, cada vez mais anúncios. É dado pouco ênfase à otimização dos custos ou mesmo à economia. Assim, e para colmatar essas “falhas no sistema”, o Adlytics permite ao utilizador ter acesso a relatórios diários que são enviados diretamente para o e-mail. O utilizador pode, ainda, descarregar o Excel para ter uma visão mais global do investimento e tomar melhores decisões em relação à campanha.

Briefing | O Adlytics foi totalmente desenvolvido pela E.Life? E é exclusivo para o mercado português?

JV | O Adlytics é um produto 100 por cento E.Life e está disponível em todo o mundo.

Briefing | Qual o investimento feito?

JV | O desenvolvimento do Adlytics demorou cerca de 12 meses e o investimento ronda os 150 mil euros.

Briefing | De que forma é que o Adlytics pode destacar-se num mercado que aposta cada vez mais em métricas de performance publicitária, como o Google Analytics ou os Delivery Insights do Facebook?

JV | O fator de diferenciação do Adlytics face a ferramentas como Google Analytics ou os Insights do Facebook é que, ao contrário dos restantes produtos, este é o primeiro que está “do lado do anunciante”. Ou seja: a ferramenta é completamente focada no investimento do cliente e na produtividade do investidor. Por outro lado, as plataformas de vendas de anúncios estão, naturalmente, mais preocupadas em maximizar a sua própria venda e, por isso, as interfaces estão construídas para tal.

Briefing | Ponderam criar outras soluções para marketeers e anunciantes? Porquê?

JV | Sim, sem dúvida. Em 2015, o Facebook vendeu cerca de 17 mil milhões de dólares em anúncios e a tendência é que, nos próximos anos, a publicidade online cresça e se torne cada vez mais sofisticada. O Adlytics nasce ligado ao Facebook, e a adaptação ao Instagram estará pronta brevemente. Vamos, ainda durante 2016, implementar a plataforma no Twitter. Trata-se de uma plataforma desenvolvida a pensar no consumidor e, por isso, o feedback dos utilizadores será essencial para que o Adlytics seja adaptado às necessidades do consumidor.

 

Métricas de análise do YouTube: Likes, Unlikes e crescimento

Saber se o seu vídeo recebe muitos likes é importante, mas é também importante analisar o desempenho dos unlikes do seu canal e dos da concorrência.

Uma das ferramentas do Buzzmonitor YouTube Analytics é calcular o desempenho do seu canal por meio da proporção de likes e  unlikes em determinado período, podendo ser diário, semanal, mensal ou customizado. Além disso, outros canais podem ser também postos em comparação com o seu.

[emaillocker id=”1940″]

Download Now

[/emaillocker]